20 de jul de 2011

MEUS AMIGOS - MEU TESOURO

Até pensei em pegar uma mensagem na internet, que expressasse minha afeição por vocês... mas duvido que exista algo melhor do que minhas próprias palavras para dizer a vocês o quanto são importantes para mim.
Recapitulando toda minha vida, penso na pessoa rica que sou, como sempre digo.Muita gente diz que amigos são a família que a gente escolhe. Eu tenho a sorte de ter na família, amigos que eu escolho: minha maravilinda irmã Ban, o carente reizinho Clau e o Teco Peleco. A Silvinha, Livia e Tia Izabel que nunca me abandonaram e meus pais, que estão em outro plano, mas foram os melhores amigos que eu pude ter, embora eu não sabia disso naquela época).
Na época do colégio, eu não era a mais popular, mas sempre estive rodeada de amigos... Patrick, Tatianinha, as Patricias (Bach, Lili Bolero, Silveira, Bonadio, entre tantas), Renata (Renataylor) Parpolow, Renata Malagueta, Renata Campos, Renata Kelly, Silvinha, Drica, Katy, Totó, Marquinho, Edinho (saudades dos seus poemas), Fernando, Solange, Tchesco, Dany, Dafney, Fe Facchini, Paola (Papasha), Fabricio (Fafá), Juliao (Juju), Loraine, Fezinha, Cyro... até mesmo o Mancha que foi acima de tudo um grande amigo... não me lembro de um só momento de solidão... e boa parte dessas pessoas fazem parte do meu presente...
Na rua, foram fases... momentos da rua de cima marcados pelo pega-pega na calçada e as corridas de rolimã, momentos da rua de baixo, marcados pelo barulho das mobyletes e os jogos de voley... momentos de Thu – uma das pessoas mais importantes que já passaram na minha vida (talvez a mais importante, depois dos de sangue).
No ensino médio, eu era a relações publicas.. não existia playcenter sem mim... não existia Batidão e Chaplin sem mim... mas também não existia banco do confessionário sem mim... nunca vou esquecer o dia que a Karina me viu chorando e com a cara mais assustada do mundo disse: “nossa, você chora!”... Eu era a menina forte, que andava descalça, vendia artesanato, tinha um programa de rádio e que achava que era mais sei lá o quê que a Michelle Pfeifer (não lembro o que o Sebbah escreveu), mas que rendeu meu apelido de Taty Paty Me-Au, adotado de forma carinhosa pelo Herbert (vulgo Pão de Mel), Karina, Catu, Maiko, Theia, Sandrinha, Si, Pio, Leandro, Yara, Luciano, Rafa.... (spikthu hum ahh pra vcs)
Nas diversas fases de cursinho-faculdade, destaques para Dani (Tartaruga Ninja), Gui (Tico), Adri (COMEX) e minhas eternas amadas Sheiloca, Dali, Nandinha, Fezinha, Luluzinha, Rose, Sissica, Docinho, Val, Joana, Marcia, Dani assassina, Jana assassina e prof Solange (inesquecível). De quebra ainda veio a Carolzinha e a Kell – formando as Quebradeiras!!! E o Rafa Quebradeiroooooooo!!!
No paralelo a tudo isso, parceiros inesquecíveis foram surgindo na minha vida: Sandra e Niltão (minha personal family), Lobo, Theo, Fred, a Jana, o Ivan, a Jane, Bruninho, Leo (Salvador), Kelsia (Goiania), Junia (mesmo sem saber por onde anda, a amo muito), Bruna, a Val da Amex, a Silvia Ferreira, Claudinha Rebel, Dani Pires, Gi Loira, Ricardinho .... Deus do Céu, como esse povo já me ouviu chorar, kkkk... e rir... e cantar até ficar rouca...
Até que chegou o dia de eu ganhar o mundo... ainda em SP, conquistei amizades como da Fe, da Lu, da Carol, da Thais, Camila, Clau, Monikete (a especial), Tatizinha, e dos ‘quatro mosqueteiros’ que eu mais amo no mundo: Luiz, Rafa, Jojo e Dedé!!
Só que SP ficou pequena pra Gigante aqui e Juruti (mais longe que o céu) passou a ser o limite!! Lá é Neverland... os pólos são os extremos e nunca tiveram tão próximos... o lugar onde todos vivem as melhores e as piores emoções... um grande big brother... a verdadeira ilha de L.O.S.T.... e meus alicerces são pessoas que eu tenho muito orgulho de tê-las na minha vida: Fer, May, Marisa, Van, Guacy, Jaime e Ellen!! Lógico que tb tiveram outras pessoas importantes, como os Gustavos, Mariozinho, o Michael, o Igor, Laurinho, a Vivi, a Katita, a Sabrina, Dileide, a Nane, Brunão, Leo, Nay, Renanzito, Lena, Renatinha, Déia, Taylor, Thiago, Antonio, Nete, Antonia, casal Cheberle, Breno, Flavio, Milena, Glaidson, Eliana, Nubia, Job, Nanda (passagem curta, mas com muito significado)... todos vcs são inesquecíveis tb...
Minha vontade hoje, era dar uma festa (lóóógico que festa) em que todos vocês estivessem presentes. Sinto muita falta dos abraços, das risadas, das brigas, das palhaçadas e até mesmo dos choros... Eu queria todos pertinho de mim...
Mas Deus é muito sábio e justo... por isso me deu de presente a Ju, a Jess, a Samitcha, a Flavoca, a Miriã e (lóóógico) o Luiz, que representam muito bem vocês todos. Essa é minha família poscardense, que me ajudou a me adaptar, a me reestruturar e são responsáveis pelos meus melhores momentos Posdicarda Tudibão. Amo vocês, pessoas... cada um de vcs, de uma maneira especial.

FELIZ DIA DO AMIGO

Obrigada por existirem na minha vida!! Vocês são o meu tesouro!

6 de jul de 2011

Até quando isso é justo?


"Hoje é aniversário de morte da pessoa que mais me fez feliz no mundo...
E aniversário de vida da pessoa que mais me fez sofrer no mundo...
Até quando isso é justo??"

Essa é a frase que me atormentou desde ontem... sobre hoje - 06 de julho de 2011.
Momentos de reflexão sobre tudo que aconteceu na minha vida nos últimos 11 anos.
A saudade é inevitável, pela minha mãe... e depois de tanto tempo, a impressão que eu tenho é que agora é quando mais dói.. talvez pelo momento que estou vivendo na minha vida.. momentos de mudanças e conquistas que eu gostaria de dividir com ela.. Hoje me olho no espelho e sei que ela teria muito orgulho de mim... imagino que onde quer que ela esteja, deve estar vendo isso.. mas o calor do abraço dela, eu não sinto mais... é do que eu mais sinto saudade... principalmente aqueles abraços depois de dançarmos na sala, fazendo nossas farras, rindo... e aqueles abraços quando eu tinha minhas crises de choro e só queria um colo... aquele colo insubstituível... que falta faz...

Mas hoje eu acordei com um pensamento diferente, e agradeci a Deus por isso: se dia 29 foi aniversário do nascimento dela, hoje está sendo aniversário do renascimento.. no outro plano.. sei que foi dificil no começo, mas hoje, quando penso nela, mesmo nos momentos de saudade e carência, sinto uma paz no coração que me dá a certeza que ela está bem, rodeada de luz, trabalhando pelo bem ao próximo, como sempre fez em vida...

E por isso, hoje, eu posto minha homenagem a quem me ensinou que respeito, integridade e principios são a base de tudo!!