10 de jun de 2012

É namoro ou amizade?


Ele fica só com ela.
Ela terminou um namoro por causa dele.
Eles se falam todos os dias.
Dividem alegrias. Brigam. Passeiam no shopping de mãos dadas.
Eles sentem ciúmes, se beijam em público e vão ao cinema.
Conhecem as familias, participam de churrascos, tem amigos em comum.
Viajam juntos, fazem planos.
Se respeitam e se gostam.
Estão há 8 meses juntos. MAS NÃO SÃO NAMORADOS.

Eu me pergunto: Se isso não é namoro, é o quê? E o que seria namoro? O que falta? Só o rótulo?
Quando eu tinha meus 12 anos, um menino de nome Carlos Eduardo - lindo, charmoso, sapeca e mais novo que eu 1 ano (para variar) me pediu em namoro. "Posso pensar?" eu disse... e depois de longos e tenebrosos 2 minutos eu respondi: "Tá bom, eu aceito". Foi assim que aconteceu o meu primeiro beijo. Estávamos namorando. Três dias depois ele terminou comigo. Chorei horrores, sofri, me descabelei, passei meses tentando entender o que aconteceu, superei e arrumei um novo namorado. Durou um mês e logo em seguida comecei a namorar outro. Durou duas semanas, ai voltei com o segundo namorado. E dessa segunda vez, durou 4 meses... e por ai foi... Amando, sofrendo, sonhando e retomando o amor... Todos namorados em casa, com o conhecimento e consentimento dos meus pais, churrascos, cinemas, mãos dadas no shopping... independente do tempo de duração. Sempre NAMORADOS.
Segundo o dicionário, a definição do verbo namorar é:
" v.t. Procurar inspirar amor a; requestar, cortejar; fazer a corte a; arrastar a asa para. Cobiçar, desejar vivamente possuir. v.i. Andar em requestos ou galanteios.v. t. Requestar, pretender o amor de. Galantear. Cativar; atrair: namora-me aquele jardim. Desejar muito. Empregar esforços para obter. Desflorar (uma donzela). V. i. Fazer galanteios amorosos. Procurar inspirar amor. 
V. p. Deixar-se dominar por uma afeição. Estar encantado; apaixonar-se. (Aphér. de enamorar)"

O dicionário informal da web também tem uma boa definição para o que significa namoro:
"é uma instituição de relacionamento interpessoal não moderna, que tem como função a experimentação sentimental e/ou sexual entre duas pessoas através da troca de conhecimentos e uma vivência com um grau de comprometimento inferior à do matrimônio. A grande maioria utiliza o namoro como pré-condição para o estabelecimento de um noivado ou casamento, definido este último ato antropologicamente como um o vínculo estabelecido entre duas pessoas mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social[1]."

No meu tempo não existia essa história de "ficar". De "ter um rolo". Era namoro!!! Namoro fixo ou não, namoro sério ou não, mas sempre foi namoro, porque sempre estava dentro dos contextos literário, acadêmico e social, rsss...
Não sei porque as pessoas tem tanto medo dessa palavra. É só uma palavra.
Me lembro quando comecei a namorar o Luiz, nos comprometemos a não rotular nosso relacionamento. Mas as pessoas perguntavam: "Vocês estão namorando?" e eu respondia: "Sim". Enquanto ele respondia: "Não"...
Poxa vida... a gente se gostava, se respeitava, éramos parceiros e cúmplices, estávamos dominados por uma afeição mútua, fazíamos galanteios um ao outro, cativávamos um ao outro. Andávamos no shopping de mãos dadas. Por que não usar a mesma definição social que todo mundo usa?  Pode ser uma pré condição para o estabelecimento de um noivado ou casamento mas, em nenhum momento, é uma imposição seguir para isso. Pode-se namorar por anos e não se casar. Pode-se namorar por dias, ou até por horas, e o sentimento ser verdadeiro.
Até que um dia, depois de cinco meses juntos, uma pessoa perguntou pra ele na minha frente e pela primeira vez ele disse: "a gente não queria rotular, mas já que todo mundo chama assim....."
Quando eu disse que não me importava, não foi para não usar o nome "namoro". Mas sim porque o que eu acho que realmente importa é a vida e o respeito mútuo que os dois levam... e Isso só importa e interessa ao casal. Não precisam ficar falando aos quatro cantos do mundo que são namorados, colocar aliança de compromisso, fotinho de rostinho colado na cabeceira da cama e mudar o status de relacionamento do facebook. Mas também não precisam de fugir de tudo isso.

Namorar é uma coisa bonita, gostosa, saudável. Todo mundo devia namorar. E ser namoradeiro não significa galinhar. Galinhar, piriguetiar, pilantrar, é não se dar o respeito e não respeitar as pessoas com quen dividimos carinho/afeto ou simplesmente caricia.
Ser namoradeiro significa permitir sentir, amar, respeitar, curtir o outro, não importa quanto tempo dure nem quais são os planos para a "próxima fase".

Eu sempre fui namoradeira. mas nunca faltei com o respeito a ninguém. Brinco que namorei cinco ao mesmo tempo.. e de fato foi. Mas nunca faltei com o respeito a nenhum. Sempre fui sincera e honesta com todos eles, que aceitavam a situação exatamente como era. Lógico que hoje não faria isso, porque incluo na concepção de namoro a chance de durar para sempre. Antes eu não tinha essa visão e nem queria ter. Eu tinha 16 anos!!! rss... E para mim, fidelidade era sinonimo de sinceridade - se eu estava contando, estava sendo fiel. Simples assim. Hoje meu contexto de fidelidade ficou mais atrelado aos valores sociais e culturais e anda lado a lado com o quesito respeito. "Não faço para o outro o que eu não gostaria que fizessem comigo".

Pois bem. Meu namoro durou mais cinco meses depois disso. Terminamos com dez meses de convivência. E ainda tenho um fantasma de que um dia ele vai dizer para a próxima que eu fui "apenas um rolinho".
Mas eu sei o valor que esse relacionamento teve dentro de mim. Assim como todos os outros em que eu fui feliz ou enganada, submissa ou autoritária, displicente ou neurótica. Todos eles construiram um pouco de mim. Um pouco do que sou hoje. Pois a gente se faz de convívios...

Então, independente de você estar só ou acompanhado, namorando, noivando, casando, ficando ou tendo um rolinho - valorize seus convívios - tanto os bons quanto os ruins. Todos eles te trouxeram algum presente que se atrelou a sua personalidade.

E Feliz dia dos Namorados.

3 comentários:

  1. Amei amigaaaa.. é bem isso ai mesmo... bjuussss Carol

    ResponderExcluir
  2. Conheço uma historia parecida com essa....mas eh bem isso mesmo.....da para escrever uma novela......bjs

    ResponderExcluir
  3. Preta, tb adoro seus posts, não deixe de escrever.... e deixe a opção da gente seguir seu blog, rss... e Si, essa é uma história inspirada numa conhecida em comum, rss... e mais uma vez, parabéns pelo baby... quero te ver barriguda, rss...

    ResponderExcluir